Wayne-Mark-Rooney-EVERTONFC

Sai Arsenal, chega Everton? Quem será o segundo time UK de PES 2018?

O Everton Football Club, The Toffees, primo pobre de Liverpool e eterna chacota de Anfield poderá fazer em PES 2018 o Merseyside derby — agora com a presença do mau filho a casa torna: Wayne Mark Rooney; que recusou propostas (por enquanto) do Montreal Impact e do Seattle Sounders da Major League Soccer.

Wayne Rooney e Everton FC seria um plus em PES 2018? Nah.

O tradicional Goodison Park no entanto, não entraria nesta conta já que de acordo com a KONAMI, o método de produção de conteúdo para o game hoje demanda até seis semanas para a confecção gráfica de um simples estádio, mesmo genérico.

Um estádio real necessita até de 10 semanas para conclusão, mesmo sem imagens externas.

Esse é outro motivo que limita a possibilidade de edições no game e praticamente sepulta qualquer chance de um retorno do construtor de estádios.

Com a não renovação com o Arsenal, que de fato não ofereceu a KONAMI a liberdade para explorar mais a fundo a imagem do clube, nem a cessão do Emirates Stadium, um contrato de dois anos com o Everton não seria nada mal.

Ainda é pura especulação, mas especulação de quem procura os clubes para negociar; não chute no vácuo.

Tottenham Hotspur e West Ham United foram os os outros dois clubes procurados cuja negociação não andou no caso dos Hammers — e ficou sem uma resposta mais ágil dos Spurs para a inclusão do clube em PES 2018.

Com exceção do Everton, nenhum outro clube da Premier League deu ouvidos a KONAMI

Aposta? Acho que ao menos no lançamento do game, a chance de um segundo clube da Premier League é nula, e mesmo um contrato com o Everton seja improvável.

Para PES 2019, uma nova equipe, um novo PES Team chega, com mais dinheiro (para mobile, óbvio) mas com mais bala na agulha para brigar.

Como diz Chris Staunton, o novo ‘BOSS’ da versão mobile de PES e do PES Club Manager, e ex-First Touch barra “/” Dream League Soccer… ‘se tivermos a capacidade e tecnologia de colocar numa TV 4K, o que temos numa tela de um iPad, iPhone 7 ou Galaxy 8, então o celular não passará de uma versão pocket do mesmo game que jogamos numa tela maior’.

É no que justamente tantas empresas de games já trabalham: trazer para telas maiores os sucessos mobile sem ter de desembolsar fortunas para o pipeline da Sony e da Microsoft.

Num futuro próximo, diria eu, amanhã: nossos smartphones não serão nada além de um novo joystick. PS4, Nintendo e XBOX One tentaram ser essa central mega-multi-mídia sem sucesso, mesmo com a inclusão do Skype neles ou a tentativa de se fazer isso.

Sem grandes surpresas, o mobile venceu e cada vez menos é inteligente duvidar das escolhas da KONAMI para o próximo triênio.

Se ela dará liberdade criativa a este novo time, é outra história.

UPDATE: a EA fechou nesta sexta, dia 14/07, mais dois anos de total exclusividade sobre a Bundesliga 1 e Bundesliga 2, além de agora trazer a Bundesliga 3 para FIFA 18 e FIFA 19. É… não deu pra você KONAMI.

EA fechou nesta sexta, dia 14/07, mais dois anos de total exclusividade sobre a Bundesliga

6 comments

      1. Sergio Henrique, o Facebook do Marcus está aí para perguntarem diretamente a ele. Simples! Presto serviço diversos serviços de internet para Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama, acho que sei um pouquinho da vida destes clubes.

        Mas fique a vontade para ir no Facebook do cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *